Ao promover o encontro de ciências como a geologia e a arqueologia com campos como a filosofia, a poesia e as artes, esta propõe a construção de um sentido ecológico ampliado para a relação do ser humano com as paisagens naturais.

O documentário Céide Fields mostra-nos como as camadas do solo são arquivos da memória geológica e dos estados passados da natureza.  As marcas deixadas por comunidades neolíticas sob o solo agrícola podem ser fontes ricas de “sabedoria ecológica”. Lugares remotos como este sítio arqueológico na costa nordeste da Irlanda guardam, no seu solo, registos sobre mudanças climáticas seculares e conhecimentos ancestrais sobre técnicas sustentáveis de cultivo agrícola.

Ecology of Wonds, ao elaborar uma perceção fenomenológica de uma paisagem natural dizimada, lança uma reflexão filosófica sobre a ação destrutiva do Homem sobre a superfície terrestre. A narrativa propõe pensar sobre em que medida as marcas dessa alteração podem ser percebidas como feridas irreversivelmente abertas sobre o planeta. Na sua analogia entre a superfície terrestre e a superfície da pele humana, a artista/realizadora propõe um desafio ético radical: “e se, como forma de autocontrole do nosso ímpeto destrutivo, infligirmos os mesmos ferimentos aos nossos próprios corpos?”

Waves, a curta experimental da sessão, ao capturar paisagens de campos cultivados com uma câmara que simula o movimento de vai-e-vem das ondas do mar, induz-nos a pensar sobre a transitoriedade geológica da relação entre a massa terrestre e o meio aquático na ocupação do espaço do planeta. Os campos filmados já foram o fundo do mar, em tempos remotos, mas podem um dia voltar a sê-lo.

O filme português Cemitério das Âncoras é construído a partir de stills que compõem um “estudo visual etnográfico” sobre o declínio da pesca do atum nas costas portuguesas. Ao encadear imagens de formações rochosas, praias desertas, construções isoladas, barcos e âncoras abandonadas, o filme parece mostrar um método de investigação similar ao da Land Art de Robert Smithson para mostrar as qualidades escultóricas do ambiente natural e as construções humanas que alteram e definem a costa.

 

Waves

Vojtech Domlatil
República Checa, 2017, 3’
Competição Experimental

Estreia Portuguesa

 

Ecology of Wounds

Asja Keeman
Holanda, 2018, 11’
Competição Novos Talentos 

Estreia Portuguesa

 

 

Cemitério das Âncoras

Veronika Spierenburg e Nuno Barraso
Portugal, 2017, 8’
Competição Experimental

 

Céide Fields

Davide Gambino e Gabriele Gismondi
Itália, 2018, 45’
Competição Documentário

Estreia Portuguesa