Primeiro, uma antiga cidade mineira no Chile; segundo, um dos centros de pesquisa científica mais sofisticados do mundo, na Suíça: dois mundos que parecem não ter nada em comum … No entanto, ambos são cidades verdadeiramente experimentais; microcosmos onde os humanos tentam controlar a natureza e “brincar de deus” com a tecnologia. O primeiro filme, Loa’s Promise, propõe uma solução utópica para cidades de mineiras obsoletas; o segundo, Almost Nothing dá uma visão da Organização Europeia de Pesquisa Nuclear (CERN) perto de Genebra: um lugar muito peculiar, quase “urbano”, onde 2500 funcionários trabalham todos pela mesma causa, sob o olhar atento do planeta inteiro. Vamos conhecê-los a partir de uma perspetiva não convencional: não como robôs ou meras extensões da tecnologia com a qual trabalham, como nos retratos usuais, mas tão bem quanto as pessoas normais que se encontram para almoçar na cantina. Dos realizadores de Temporary 8th (2012) e Hometown Mutonia (2013), que estão de volta ao Arquiteturas Film Festival pela terceira vez.

 

 

Loa’s Promise

Joshua Dawson
EUA, 2018, 7’
Competição Experimental 
Estreia Portuguesa

 

 

Almost Nothing | CERN Experimental City

Anna de Manincor e ZimmerFrei
Itália/França/Bélgica 2018, 74 min
Competição Experimental  
Estreia Portuguesa