Sessão Patrocinada por RS Grupo: Arquitetura e Engenharia e apresentada pelo Arquiteto Pedro Resende

Form follows survival. Toward a geoarchitecture.

Uma revolução está a acontecer. Vivemos no Antropoceno, um período durante o qual a atividade humana tem sido a influência dominante na geologia e nos ecossistemas da Terra. Como resultado, somos confrontados por mudanças climáticas, desigualdades de renda, movimentos cívicos de massa e migrações. Em resposta, os nossos estudos propõem que “a construção é a chave para o equilíbrio que hoje é desajustado”. Aceitar que toda a arquitetura é geoarquitetura é um caminho fundamental para entrar na quarta revolução industrial, e alcançar um estado onde até mesmo a menor casa tenha um impacto “sinóptico” positivo na regeneração de ambientes, economias e comunidades, é a inclinação necessária para lidar com os efeitos nocivos do crescimento insustentável da população urbana e das atividades humanas. O arquiteto sempre foi especialista em não ser especialista, o que significa uma forma holística de construir as nossas cidades. O caminho do arquiteto pode orientar essa revolução. Geoarquitetura ou extinção.

Pedro Resende

www.rsgrupo.com


Em Layla 1993, curta-metragem experimental que inicia a sessão elaboram-se reflexões sobre a essência migrante do ser humano. O sucesso da raça humana deve-se à sua essência migrante e à sua procura constante por independência.

A ciência estima que o Antropoceno, a era geológica da terra sob domínio dos seres humanos, tenha começado há aproximadamente 11.000 anos. O início do Antropoceno está escrito nas pedras onde a ciência consegue detetar vestígios das primeiras alterações da paisagem com a emergência da agricultura e da urbanização, com os primeiros registos de dióxido de carbono produzidos pela Revolução Industrial do século XVIII e com as explosões atómicas do século XX. Pois hoje, a extração mineral predatória, o acumular não reciclável de lixo e a híper-urbanização são os agentes principais de mudanças antrópicas alarmantes na geologia do planeta. O Antropoceno é acima de tudo a época em que o equilíbrio dos sistemas naturais e os limites de sustentabilidade do planeta se tornaram irreversíveis de tal modo que ameaçam a sobrevivência da espécie humana. É isso que se discute em Anthropocene: The Human Epoch (Canadá, 2018), um dos filmes da programação oficial que melhor traduzem o Human Nature.

Layla 1993

Dahyu Hashimi
Suécia, 2018, 2’
Competição Experimental
Estreia portuguesa 

https://www.youtube.com/watch?v=NBrXykjecx8

Anthropocene: The Human Epoch

Jennifer Baichwal e Edward Burtynsky
Canadá, 2018, 87’
Documentário Programa Oficial
Estreia portuguesa