Arquiteturas e Kino-Doc

 

O núcleo de cinema documental KINO-DOC foi criado em Dezembro de 2012 com o objectivo de ministrar dois cursos de documentário (um inicial e outro avançado, num 2.º ano) que fossem inovadores nos seus programas e dessem valências técnicas a profissionais e alunos de diferentes áreas do conhecimento. Ensinando cinema em termos teóricos através de imagens do próprio cinema, projectadas, explicadas e debatidas, e em termos práticos capacitando os alunos de uma utilização habilitada das recentes câmaras de alta resolução a baixo custo, culminando na aprendizagem de edição não-linear e de outros procedimentos de pós-produção.

Os cursos do KINO-DOC foram concebidos para serem rigorosos, económicos e assentes numa formação cinematográfica de carácter artístico que tenha em conta as constantes possibilidades inovadoras que se abrem no universo audiovisual, e que permita a cada aluno passar por todo o processo fílmico, concluindo o ano lectivo com um filme da sua autoria (uma curta-metragem no 1.º ano e um filme de longa duração no 2.º).

A acessibilidade e flexibilidade dos seus métodos espelham a proposta fundamental deste projecto: democratizar a prática profissional da arte do cinema.

As aulas do KINO-DOC têm sido frequentadas por dezenas de pessoas, com ou sem conhecimentos prévios em vídeo e cinema, que têm desenvolvido filmes de diferentes tipos (documentários de cariz social, biográficos, científicos, docuficções, etc.), muitos com exibições em ciclos e festivais de cinema, centros culturais, galerias de arte, tanto em contextos nacionais como internacionais.

O KINO-DOC tem colaborado com diversas entidades, como a Casa da Imprensa, Sindicato dos Jornalistas, OPTEC, os festivais Olhares do Mediterrâneo, Signes de Nuit, Offside Lisboa e agora o Arquiteturas.

Para mais info –  http://kino-doc.pt

Publicado em

 

O núcleo de cinema documental KINO-DOC foi criado em Dezembro de 2012 com o objectivo de ministrar dois cursos de documentário (um inicial e outro avançado, num 2.º ano) que fossem inovadores nos seus programas e dessem valências técnicas a profissionais e alunos de diferentes áreas do conhecimento. Ensinando cinema em termos teóricos através de imagens do próprio cinema, projectadas, explicadas e debatidas, e em termos práticos capacitando os alunos de uma utilização habilitada das recentes câmaras de alta resolução a baixo custo, culminando na aprendizagem de edição não-linear e de outros procedimentos de pós-produção.

Os cursos do KINO-DOC foram concebidos para serem rigorosos, económicos e assentes numa formação cinematográfica de carácter artístico que tenha em conta as constantes possibilidades inovadoras que se abrem no universo audiovisual, e que permita a cada aluno passar por todo o processo fílmico, concluindo o ano lectivo com um filme da sua autoria (uma curta-metragem no 1.º ano e um filme de longa duração no 2.º).

A acessibilidade e flexibilidade dos seus métodos espelham a proposta fundamental deste projecto: democratizar a prática profissional da arte do cinema.

As aulas do KINO-DOC têm sido frequentadas por dezenas de pessoas, com ou sem conhecimentos prévios em vídeo e cinema, que têm desenvolvido filmes de diferentes tipos (documentários de cariz social, biográficos, científicos, docuficções, etc.), muitos com exibições em ciclos e festivais de cinema, centros culturais, galerias de arte, tanto em contextos nacionais como internacionais.

O KINO-DOC tem colaborado com diversas entidades, como a Casa da Imprensa, Sindicato dos Jornalistas, OPTEC, os festivais Olhares do Mediterrâneo, Signes de Nuit, Offside Lisboa e agora o Arquiteturas.

Para mais info –  http://kino-doc.pt