2015 Arquiteturas Film Festival

O Futuro é um lugar estranho. Não só ainda não existe, como é perfeitamente razoável nele se habitar. Projetar o Futuro permite tanto dar sentido ao Passado como informar o Presente. A Arquitetura é uma disciplina sempre voltada para o diante — a capacidade de constantemente pensar dois passos à frente é a mais poderosa competência do arquitecto, mas por vezes é também a menos reconhecida e até apreciada. E o Cinema, como uma máquina do tempo, é o medium de excelência para viajar para versões alternativas, e por vezes bastante plausíveis, de realidades porvir (pelo menos, durante a duração do filme).

Por isso, para esta edição do ARQUITETURAS, propomos uma incursão a diferentes visões do Futuro, desde os ‘futuros’ que o tempo comprovou serem já obsoletos, àqueles que são simplesmente intemporais. Ambicionamos também ir além do razoável e procurar antevisões improváveis de novos mundos, que tanto possam ter de extravagância e loucura, como de profecia, visionarismo e perspicácia.

É com este olhar sobre o futuro que surge este ano, como personalidade central e transversal do evento, o realizador Edgar Pêra. Provavelmente, um dos mais prolíficos cineastas portugueses, Edgar Pêra realizou também diversos filmes sobre arquitetura, que primam por surpreender pela sua visão singular e muito inesperada, mas sempre geradora de novas e renovadas interpretações. Da presença do seu trabalho no programa desta edição, destacamos a sessão exclusivamente dedicada aos seus filmes em 3D — 2 de Outubro / SEX / 21h30 / Cinema City Alvalade — e a Masterclass que o realizador irá apresentar, sobre a relação do seu cinema com a arquitetura — 3 de Outubro / SAB / 17h15 / Fórum Lisboa.

99 Dom-ino (2014), um projecto do coletivo Space Caviar, é o filme de estreia desta edição — 30 de Setembro / QUI / 21h30 / Fórum Lisboa. 99 Dom-ino recorre ao centésimo aniversário do projeto Maison Dom-ino de Le Corbusier como pretexto para um inquérito à domesticidade Italiana e sua relação com a paisagem nos últimos 100 anos. Este filme foi concebido para integrar a exposição “Monditalia” na 14ª edição da Bienal de Arquitetura de Veneza, cuja ideia original coube a Joseph Grima, membro dos Space Caviar e que este ano é também director artístico da Bienal de Arquitetura de Chicago.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

UA-59421944-1